Artigos

Sistema de gestão de tesouraria e como ele pode te ajudar!

O Tesoureiro de uma Instituição Financeira é um profissional que enfrenta desafios diários para exercer a gestão das suas disponibilidades. Gerenciar o caixa de uma IF envolve diversos controles e responsabilidades com o objetivo de manter o fluxo de caixa adequado, minimizar os custos financeiros e buscar oportunidades de investimentos para aumentar a rentabilidade.

Destaca-se a necessidade de monitorar de perto as entradas e saídas de dinheiro da empresa, garantindo que haja recursos disponíveis para atender às obrigações financeiras e operacionais. Dentro outras, as principais atribuições são:

Realizar projeções precisas para estimar a disponibilidade de caixa no curto e médio prazo.

Analisar os recebimentos futuros, os pagamentos a serem efetuados e outras fontes de entrada ou saída de recursos.

Essas são algumas das atividades, e, executá-las manualmente pode fazer com que os riscos operacionais aumentem. Adicione a isso a busca constante por eficiência operacional e financeira, tema que está em discussão por muitos gestores e executivos do mercado. Controles paralelos ao sistema de gestão não são mais necessários!

Elimine planilhas e controles manuais, gerando maior eficiência e segurança para as suas rotinas. Um cenário tão estratégico e com alto risco operacional diário necessita de um sistema de Tesouraria completo. Nós da Lydians Sistemas de Informação, temos um produto capaz de apoiar o Tesoureiro na sua gestão, gerando otimização na rotina operacional.

Entenda como funciona o Sistema de Tesouraria Lydians

O Sistema de Tesouraria Lydians é totalmente parametrizável, moldando-se às necessidades das instituições. Seu objetivo é dar suporte às operações de tesouraria bancária e financeira para os controles administrativos do fluxo de caixa e controle da liquidez da Instituição Financeira/Banco, demonstrando de forma simplificada os saldos das contas gerenciais da instituição, para a garantia das liquidações de seus compromissos e suas conciliações.

Nosso produto oferece um controle centralizado de todas as contas da Instituição Financeira em outras Instituições, em um único local. Com isso otimizamos o trabalho do Tesoureiro que, dessa forma, tem a possibilidade de visualizar de maneira simplificada e ter o controle de toda a sua operação.

Além disso, ele está apto para realizar a exportação de pagamentos para diversos bancos em diferentes layouts, importação de retornos bancários e importação de extratos no padrão da Febraban. Tudo de forma automática e de fácil entendimento.  

Na compensação, é possível realizar a exportação e importação dos principais arquivos, como: boletos e docs, garantindo uma contabilização detalhada para cada tipo de documento e gestão da operação.

No Sistema de Pagamentos Brasileiro – SPB, permite o controle das Contas Reserva/Liquidação, Moeda Eletrônica, Redesconto.. entre outras das diferentes Câmaras de Liquidação.

E, por fim, no Sistema de Pagamentos Instantâneos fornece os recursos para gestão da Conta PI.

Nossa solução evolui juntamente com as necessidades dos nossos clientes e do mercado, garantindo a escalabilidade requerida e com a consistência necessária para oferecer a melhor experiência aos clientes. Nossa equipe tem expertise em implementações, treinamentos e know-how de negócio para apoiar, especificar, documentar e discutir as necessidades que envolvem as suas rotinas.

Em busca da eficiência, redução dos riscos operacionais e escalabilidade, prezamos muito pela qualidade dos nossos serviços e dos nossos produtos. Com isso proporcionamos um onboarding muito amigável e fluído, com rapidez e qualidade nas nossas implantações. Nossa equipe estabelece planejamentos com os nossos clientes e uma comunicação clara e objetiva, a fim de, avançarmos e alcançarmos os objetivos comuns.

Artigos relacionados

O que é o SPI e como ele funciona?

7 motivos para conhecer o Sistema de Pagamentos Brasileiro

Lydians patrocina FEBRABAN TECH 2023

Conteúdo em destaque

DRSAC: A importância do CADOC 2030

Conhecendo o documento de Riscos Social, Ambiental e Climático O documento de Riscos Social, Ambiental e Climático (DRSAC), novo Cadoc 2030, é uma peça-chave para entender e mitigar os riscos enfrentados por instituições em suas operações de crédito e investimentos. Este documento, exigido pela Resolução CMN nº 4.945/21 (PRSAC) e Resolução CMN nº 4.557 (GIR), […]

Acessar conteúdo
Saiba como funciona o envio do Cadoc 5005
Novo CADOC 5005: Simplificando o envio diário de informações Financeiras

É hora de se aprofundar no documento 5005 e entender melhor as informações e prazos de envio Entender as nuances de Certificados de Depósito Bancário (CDBs), Recibos de Depósito Bancário (RDBs) e depósitos de aviso prévio de emissão própria é fundamental para quem busca simplificar o processo de remessa diária de informações. Nesta publicação, vamos […]

Acessar conteúdo
Regulatórios e PIX: Agenda de inovações do Banco Central

Retrospectiva com olhar para o futuro: O que esperar do universo dos Regulatórios e do PIX Relembrar é viver, e é por isso que nesta publicação iremos rever as principais entregas do ano de 2023 quando se trata de PIX e Regulatórios. Os impactos positivos em nossos clientes, demonstrando nosso compromisso com a inovação. Primordialmente […]

Acessar conteúdo
PIX: Como o meio de pagamento impacta o FGTS Digital

Como preparar sua Instituição Financeira para o FGTS Digital com o sistema de pagamentos instantâneos O que é o FGTS Digital? O FGTS Digital é um conjunto de sistemas integrados que vai gerenciar os diversos processos relacionados ao cumprimento da obrigação de recolhimento do FGTS conforme diz o Ministério do Trabalho e Emprego, e para […]

Acessar conteúdo